Gestão de despesas

O que é margem bruta e como calcular?

Por Yanick Gudim · 22 ago 2023
Compartilhe
Imagem não encontrada
Imagem não encontrada
Imagem não encontrada

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.

A margem bruta é uma importante métrica financeira. A partir dela é possível identificar o lucro ou o prejuízo financeiro de uma empresa. Ela desempenha um papel crucial na avaliação da eficiência operacional e na tomada de decisões estratégicas.

Também conhecida como margem de lucro bruto, trata-se da diferença entre a receita total e os custos e despesas relacionados à produção. Esses custos fixos e variáveis estão ligados a fabricação e mão de obra, assim como a quantidade de produtos vendidos, respectivamente.

O conceito de margem bruta é frequentemente expresso como uma porcentagem de lucro em relação à receita total. Com a definição demargem bruta ideal, a empresa ganha o suficiente por venda para cobrir todos os custos. Para isso, as empresas precisam monitorar sua margem bruta e garantir que cada produto ou linha de negócio seja suficientemente rentável.

Agora que você já sabe o que é margem bruta, aproveite para baixar nossa planilha calculadora de custos fixos e variáveis. Acompanhe a leitura e descubra como impulsionar a eficiência da gestão financeira da sua empresa.

Imagem não encontrada

Qual a diferença entre margem bruta e margem líquida?

A margem líquida e margem bruta são KPIs financeiros essenciais para a gestão de uma empresa. Diferem-se principalmente em relação a quais custos e despesas são calculados.

O cálculo de margem bruta concentra-se nos custos diretamente associados à produção. Isso significa medir a rentabilidade de uma empresa após a dedução de despesas administrativas, financeiras e tributárias.

Já a margem líquida leva em consideração todas essas despesas, incluindo o custo por produto vendido (CPV). Ela oferece uma visão mais abrangente da lucratividade geral da empresa, representando até as despesas não relacionadas à produção.

Diferença entre margem de lucro e lucro

Essa diferença está relacionada ao conceito e à forma como cada uma dessas métricas é calculada e interpretada. Uma vez que o lucro representa a quantia monetária restante após todas as despesas, custos e impostos terem sido deduzidos da receita total. Trata-se do valor que representa o ganho líquido da empresa em um determinado período contábil.

Como calcular a margem bruta: fórmula passo a passo

Para fazer calcular a margem bruta basta dividir o lucro bruto pela receita líquida.

O lucro bruto é o resultado da subtração dos custos variáveis de um serviço ou produto do valor da receita líquida. A receita líquida, por sua vez, representa as vendas brutas após subtrair todos os descontos, devoluções, abatimentos e impostos sobre as vendas.

A fórmula é a seguinte:

  • Margem bruta = (lucro bruto / receita líquida) x 100

Por exemplo:

Imagine que sua empresa obteve uma receita bruta de R$50 mil. Suas vendas tiveram um custo de R$2.500,00 com matéria-prima, R$10 mil com mão de obra e R$5 mil com frete e armazenamento.

No caso citado acima, o lucro bruto é de R$ 32.500, mas é preciso encontrar a porcentagem de margem bruta da seguinte forma:

  • Margem bruta = (R$ 32.500 / R$ 50.000) x 100 = 0,65 ou 65%

Subcategorias da margem bruta

A margem bruta pode se apresentar de algumas formas, por exemplo a margem de contribuição e a margem operacional. Além dos 3 tipos de margem de lucro que já citamos aqui: bruta, líquida e operacional.

Margem bruta de contribuição e produto

Essa métrica concentra-se em calcular os custos variáveis. Tem como objetivo indicar a parte da receita disponível para cobrir os custos fixos e gerar lucro. Essa métrica é valiosa para tomar decisões sobre preços, mix de produtos e estratégias de redução de custos.

  • Margem de contribuição bruta = receita de vendas - gastos (custos variáveis)

Margem bruta operacional e de vendas

A Margem Bruta Operacional é uma métrica mais abrangente. Ela considera tanto os custos variáveis quanto os custos fixos relacionados às operações de negócios. Ajuda a avaliar a eficiência operacional da empresa em gerar lucro bruto em relação à receita total.

  • Margem operacional = (receita - CPV - despesas) / receita

Imagem não encontrada

Quais as estratégias para uma margem bruta ideal?

Alcançar uma margem bruta ideal que gere mais rentabilidade para as empresas envolve uma combinação de estratégias. Elas devem estar direcionadas para otimizar a eficiência operacional, controlar custos e maximizar a receita.

Aqui estão 9 estratégias que podem contribuir para uma margem bruta saudável:

  1. precifique estrategicamente;
  2. gerencie os custos;
  3. diversifique o mix de produtos;
  4. invista na qualidade dos produtos;
  5. controle as despesas operacionais;
  6. monitore as mudanças com regularidade;
  7. analise seus concorrentes;
  8. foque no atendimento ao cliente;
  9. invista em sistemas automatizados.

1. Precifique estrategicamente

Defina ou ajuste o preço dos produtos ou serviços considerando os custos de produção e o valor percebido pelos clientes. Uma abordagem de precificação adequada pode permitir que a empresa alcance margens brutas mais altas sem comprometer a demanda.

2. Gerencie os custos

Avalie regularmente os custos associados à produção, compra de matéria-prima e outros fatores que impactam na margem bruta. Identifique oportunidades de redução de custos sem comprometer a qualidade ou a entrega. Por exemplo, a negociação com fornecedores.

3. Diversifique o mix de produtos

Ofereça uma variedade de produtos ou serviços que possam ter margens brutas diferentes. Isso permite que a empresa compense margens mais baixas em determinados produtos.

4. Invista na qualidade dos produtos

Produtos de alta qualidade muitas vezes podem justificar preços mais altos, o que pode contribuir para margens brutas melhores. Associar produtos ou serviços complementares também ajuda a aumentar o valor médio das transações.

5. Controle as despesas operacionais

Gerenciar as despesas relacionadas à produção ajuda a evitar desperdícios financeiros e para mitigar parcelas excessivas da margem bruta. Essas despesas podem ser marketing, vendas e logística, por exemplo.

6. Monitore as mudanças com regularidade

Acompanhe as mudanças na margem bruta ao longo do tempo. Isso ajuda a identificar desvios nas metas e tomar medidas corretivas rapidamente.

7. Analise seus concorrentes

Avalie como seus concorrentes estão precificando e gerenciando suas margens brutas. Essa ação facilita a identificação de oportunidades e desafios no mercado.

8. Foque no atendimento ao cliente

Um bom atendimento ao cliente visa a repetição de negócios e recomendações. O que contribui para o crescimento da receita e margens brutas saudáveis.

9. Invista em sistemas automatizados

Processos mais eficientes auxiliam diretamente na rotina de gestão e na produtividade. Para otimizar o fluxo de despesas corporativas da sua empresa, conheça a Flash Expense. Nossa plataforma automatizada ajuda na identificação de fraudes, riscos e tendências, além de facilitar o gerenciamento de reembolso de despesas. Essencial para uma margem bruta rentável e sustentável.

Imagem não encontrada

Qual a relação entre as margens bruta, líquida e operacional?

A margem bruta, líquida e operacional estão relacionadas pois oferecem uma compreensão holística do desempenho financeiro e operacional da empresa.

O índice margem bruta é o primeiro nível de análise, focando nos custos diretos de produção em relação à receita total. A margem operacional amplia essa análise considerando todas as despesas envolvidas, indicando a eficiência das operações. Por fim, a margem líquida é a mais abrangente, ela considera todas as despesas e ainda os impostos, apresentando a receita bruta final.

Importância do acompanhamento da margem de lucro bruta para a gestão financeira

A margem bruta indica o quão bem a empresa está convertendo suas vendas em receita. Monitorar essa métrica é fundamental para identificar ineficiências na produção, desperdício de recursos e oportunidades de melhoria nos processos operacionais.

Da mesma forma, a margem bruta contribui para identificar os produtos ou serviços mais rentáveis ou com baixa sazonalidade. Auxiliando na tomada de decisões tanto para a estratégias operacionais como para a promoção ou a descontinuação de produtos.

A métrica de margem bruta permite avaliar tendências de rentabilidade e elaborar um planejamento financeiro eficiente.

Para empresasempresa@flashapp.com.br
Para Colaboradoresfalecom@flashapp.com.br
Imprensaflash@nectarc.com.br


CNPJ 32.223.020/0001-18

Inscrição no PAT 190679531

Rua Eugenio de Medeiros, 242, Pinheiros, São Paulo/SP, CEP: 05425000.

Rua Eugenio de Medeiros, 242,

Pinheiros, São Paulo/SP,

CEP: 05425000.