Saiba mais sobre a relação entre saúde mental da mulher e trabalho

No dia 8 de março é comemorado o Dia Internacional da Mulher. Ele foi escolhido por conta de um grave incêndio ocorrido em uma fábrica têxtil nesse mesmo dia do ano de 1957. No acidente, morreram 129 operárias que trabalhavam sob condições pouco seguras e que até hoje são lembradas.

A data foi criada para fazer uma homenagem às mulheres, mas também serve como um alerta para todos os problemas de gênero vividos por elas, especialmente no ambiente doméstico e corporativo.

Leia o artigo e veja como cuidar da saúde mental da mulher nas empresas!

Saúde mental da mulher 

Pensar em saúde mental não é mais um benefício, mas, sim, uma necessidade das empresas que desejam cuidar dos seus colaboradores e melhorar sua performance. Com as mulheres, isso não é diferente, já que grande parte das ocorrências de problemas de saúde mental, como depressão e ansiedade, é um fardo que elas acabam suportando.

A desigualdade entre gêneros nas empresas e a difícil jornada da mulher no ambiente profissional 

Muitas mulheres se encontram em uma situação de vulnerabilidade no trabalho e nas relações por conta da cultura que se formou no nosso país. Veja como isso afeta o ambiente de trabalho e a divisão das tarefas domésticas:

Jornada tripla: profissional, mãe e dona de casa. A difícil missão de acumular funções

Durante o período de home office dos últimos dois anos, pôde-se observar que as mulheres acumularam muitas funções além das atividades normais de trabalho, como os cuidados com a casa, com os filhos e com o preparo de refeições, por exemplo.

A divisão injusta do trabalho de casa não é nenhuma novidade, mas certamente é um ponto que precisa ser combatido, pois acaba prejudicando as mulheres em muitos sentidos. 

Segundo o relatório Woman in the Workplace de 2020, as mulheres têm chance 1,5 maior do que os homens de deixarem suas posições, e muito disso se dá pelo esgotamento emocional ao qual são expostas diariamente.

A injusta divisão de trabalho doméstico durante o trabalho remoto

A questão da divisão do trabalho doméstico também não é um ponto que favorece as mulheres, já que todas ou a maior parte das tarefas de casa, e até mesmo o cuidado com os filhos, culturalmente são direcionadas a elas.

Para se ter uma ideia, a empresa Workana fez uma pesquisa com quase 3.000 profissionais de todo mundo e descobriu que aqui no Brasil cerca de 50% das mulheres trabalham e cuidam dos filhos ao mesmo tempo. Questionados sobre isso, apenas 11,1% dos homens revelaram acumular as funções.

A falta de mulheres em cargos de liderança e suas consequências 

Quando as mulheres, ainda que competentes e munidas de soft e hard skills, são preteridas em cargos de liderança, a sociedade encontra um problema grave. A falta de equidade prejudica as mulheres em suas relações, seus lares e também pode desencadear problemas relacionados à autoestima.

Para as empresas, é importante trabalhar a cultura organizacional para que mais mulheres possam ser consideradas e respeitadas em cargos de liderança. Caso contrário, a empresa tende a perder muitos pontos no quesito diversidade e reduzir a sua competitividade no mercado.

Cuidados essenciais para a saúde mental da mulher

Diante de todas as situações citadas aqui, é possível entender por que as mulheres foram tão afetadas em relação à saúde mental durante a pandemia e por que é tão importante cuidar desses problemas.

Segundo o Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP), os problemas mais relatados foram a depressão, o estresse e a ansiedade, os quais são relatados por cerca de 40% das mulheres.

Alguns cuidados que podem minimizar essas condições estão relacionados à prática de exercícios físicos com frequência, à boa saúde nutricional da mulher, às jornadas mais flexíveis de trabalho e ao cuidado psicológico oferecido por profissionais, como terapeutas e psiquiatras.

A saúde mental das mulheres deve também ser fomentada pelas empresas. Em alguns casos, isso já é feito por meio de estratégias como o diálogo aberto sobre o tema e o oferecimento de benefícios flexíveis de alimentação, refeição, bem-estar, cultura e de saúde.

A Flash apoia os cuidados com a saúde mental da mulher e oferece uma solução completa em benefícios flexíveis. Continue navegando pelo site para saber mais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.