Curiosidade como competência buscada pelos líderes: saiba os benefícios para a sua empresa

Curiosidade como competência buscada pelos líderes: saiba os benefícios para a sua empresa

A curiosidade é uma competência buscada por líderes de empresas de todo o mundo. Atualmente, os gestores conseguem identificar que os profissionais curiosos são mais colaborativos, eficientes, produtivos, trabalham melhor em equipe, são mais empáticos, abertos à inclusão na empresa e possuem muitas outras qualidades.
Continue a leitura para saber mais sobre a curiosidade como competência!

Curiosidade como competência 

A curiosidade pode ser classificada como uma soft skill. Ela faz parte do conjunto comportamental do colaborador, que, quando tem essa característica bem-desenvolvida, pode contribuir muito positivamente para o sucesso da empresa.

Profissionais curiosos vão além das expectativas na busca por soluções inovadoras e criativas para problemas, criando até mesmo estratégias que desafiam o status quo e criam possibilidades antes inimagináveis no mercado. 

A curiosidade permite que o colaborador não fique acomodado na empresa, buscando sempre melhorar o seu próprio trabalho, mas também a forma com que a empresa lida com os processos já existentes, oferecendo feedbacks essenciais ao desenvolvimento do negócio.

A curiosidade é uma competência valorizada? 

Em relação à valorização da curiosidade, é possível dizer que ela é uma competência que está bem em alta. Segundo uma pesquisa realizada pela SAS no Brasil, Estados Unidos, Alemanha e outros países, 72% dos líderes mundiais querem contratar colaboradores curiosos. 

Além disso, cerca de 89% dos executivos afirmaram que essa característica tem muito valor nos profissionais, e 49% entendem que a curiosidade dos colaboradores causa um impacto real nos resultados das empresas.

Como a curiosidade pode ser desenvolvida? 

Ainda que a curiosidade seja uma característica inata para algumas pessoas, ela pode ser desenvolvida durante a infância e até mesmo ao longo da vida. No segmento empresarial, isso é feito a partir de estímulos cerebrais que criam uma motivação interna nos colaboradores.

Veja alguns exemplos de estratégias para desenvolver a curiosidade no mundo corporativo:

  • Oferecimento de recompensas para quem usa a curiosidade na resolução de problemas;
  • Utilização de reforço positivo (feedback) cada vez que o colaborador usa a curiosidade para aprimorar algum processo;
  • Inclusão da curiosidade na cultura organizacional da empresa com a ajuda do setor de Recursos Humanos (RH);
  • Realização de
    perguntas estimulantes e mais complexas, com respostas que demandam mais do que um “sim” ou “não”.

Melhores benefícios da curiosidade como competência para as empresas 

Na mesma pesquisa da SAS, os líderes brasileiros também opinaram sobre os principais benefícios de contar com colaboradores curiosos:

  • 71% dos entrevistados mencionaram que a curiosidade torna os profissionais mais empáticos e abertos à inclusão;
  • 74% afirmaram que conseguem ver profissionais curiosos serem mais colaborativos e trabalharem melhor em equipe;
  • 79% responderam que colaboradores curiosos são mais eficientes e produtivos no trabalho;
  • 83% identificaram que os profissionais que possuem a curiosidade como característica interna criam soluções e ideias mais criativas.

Gostou do artigo e deseja saber mais sobre benefícios flexíveis e employee experience? Então continue navegando pelo site da Flash!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.