Como fazer a gestão dos benefícios corporativos?

Quer saber como fazer a gestão de benefícios corporativos e como ela pode ajudar sua empresa? Leia agora em nosso blog!

Hoje, mais do que nunca, as razões que tornam uma vaga de emprego atrativa vão muito além do salário. Benefícios corporativos desempenham um grande papel nas estratégias de equipes de Recursos Humanos (RH), atuando na retenção e atração de profissionais com o perfil mais aderente às necessidades de uma empresa. 

Apesar disso, realizar a gestão de benefícios não é uma tarefa nada fácil. Nela, estão envolvidas diversas variáveis e, se você não pode contar com uma boa empresa de gestão, tudo se torna ainda mais desafiador. 

Ao longo deste artigo, damos algumas dicas de como realizar a gestão de benefícios corporativos, como usar benefícios flexíveis ao seu favor e muito mais. Acompanhe os próximos tópicos para não perder nada!

Qual é a importância da gestão de benefícios?

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo, com o aperfeiçoamento de profissionais crescendo a cada ano. Essa é uma situação que afeta diretamente os colaboradores, mas também impacta a empresa.

Para crescer, você precisa ter as melhores pessoas em seu time e, para isso, criar um ambiente de trabalho atrativo é mais do que um cuidado, é uma necessidade. A matemática parece simples, mas a execução é bem mais complexa. 

A motivação é um dos fatores que mais influencia a produtividade dos colaboradores e, por isso, tem sido usada como ferramenta de gestão administrativa há muitos anos. Lidar com conceitos tão subjetivos quanto à satisfação pessoal pode ser complicado, mas benefícios corporativos têm se provado efetivos nessa missão.

Quando esses benefícios superam as expectativas, os resultados na produtividade são ainda mais positivos.

Quais são as vantagens dos benefícios corporativos?

Políticas de benefícios não são vantajosas apenas para colaboradores; elas também trazem muitos resultados para as empresas. Mas, para aqueles que ainda não investiram nesse aspecto da experiência do colaborador, nós elencamos alguns exemplos que podem ilustrar bem as vantagens que os benefícios podem trazer ao ambiente corporativo. Leia abaixo!

Mais sucesso em processos seletivos

Ter um pacote vantajoso de benefícios destaca a sua empresa no mercado de trabalho e faz com que os processos de contratação e recrutamento atraiam os profissionais com o perfil mais adequado às necessidades do seu empreendimento.

Aumento no engajamento de funcionários

A motivação também impacta a performance dos profissionais que já fazem parte do seu time, tornando-os mais engajados e comprometidos com o seu trabalho. Isso acontece porque, com os benefícios certos, as pessoas da sua equipe podem trabalhar com mais satisfação, vendo que seus esforços são recompensados.

Resultados melhores e mais consistentes para a empresa

Todos sabem que o maior e melhor investimento que qualquer empresa pode fazer é em seus colaboradores, pois eles constroem o legado da empresa dia após dia. 

Com colaboradores motivados e ações de recrutamento efetivas, um negócio só tem a ganhar.

 

Atração e retenção de talentos

Os benefícios flexíveis são uma ótima maneira de atrair talentos que buscam mais do que um salário competitivo, como valorização e qualidade de vida. Na retenção dos talentos que já fazem parte do quadro de colaboradores da empresa, os benefícios podem fazer com que a rotatividade seja reduzida pelos mesmos motivos.

Redução de custos operacionais

O setor de RH das empresas é conhecido como um dos que mais geram despesas e precisam de investimentos. Um dos custos mais associados à área é o gerado pela contratação e desligamento de colaboradores. 

Com os benefícios flexíveis, a empresa economiza tempo e dinheiro, já que a rotatividade é menor e as contratações são pontuais ou feitas por conta do crescimento do negócio.

Otimização do desempenho

Os colaboradores ficam muito mais felizes e produtivos quando têm suas necessidades reconhecidas e contempladas pelo pacote de benefícios oferecido pela empresa. Com a implementação dos benefícios flexíveis, mais opções são oferecidas aos colaboradores e a valorização é muito mais percebida pelas equipes.

Melhora na experiência do cliente

A experiência dos colaboradores é uma tendência em alta no setor de RH. Ela consiste na jornada dos profissionais desde que eles ficam sabendo da vaga até o momento de seu desligamento da empresa. 

Quando essa jornada é boa, ou seja, quando o colaborador é feliz trabalhando na empresa, isso também influencia na experiência do cliente, que vai ser atendido com mais qualidade e agilidade pelos colaboradores.

Adequação ao trabalho remoto

Os benefícios flexíveis se adequam muito bem ao trabalho remoto, pois possibilitam que os colaboradores tenham mais liberdade para utilizar benefícios de alimentação, mobilidade e entretenimento independentemente do seu formato de trabalho. 

Além disso, um benefício interessante que pode constar no pacote é o Auxílio Home Office, que permite que os colaboradores tenham mais facilidade para pagar contas de luz, internet e até investir em equipamentos melhores para o trabalho.

Como fazer uma boa gestão de benefícios e como implementá-los

Veja as principais dicas de implementação e gestão de benefícios flexíveis:

Perfil dos colaboradores

O perfil dos colaboradores é avaliado com base nos dados obtidos pelo RH por meio de estratégias, como People Analytics, por exemplo. Ao conhecer as características da equipe, pode-se implementar e gerir um pacote de benefícios que seja mais compatível com as necessidades dos colaboradores.

Inovações

Para implementar e gerenciar os benefícios de uma empresa, é preciso ter um time de RH atento às inovações e tendências do mercado. 

As plataformas de streaming, os apps de delivery e o uso de apps de motoristas de aplicativos, por exemplo, são possibilidades que já estão nos pacotes de benefícios de empresas de destaque e fazem parte da solução oferecida pela Flash Benefícios.

Metas

Para gerenciar um pacote de benefícios eficiente, é preciso entender quais são as metas da empresa no que tange ao seu oferecimento. Se a ideia é melhorar a marca empregadora, aumentar a produtividade e reduzir o turnover, é preciso escolher opções e fazer otimizações de acordo com essas metas.

Mensurar resultados das ações

Depois de implementar os benefícios na empresa, é preciso mensurar os resultados obtidos após determinado período. Com indicadores e métricas bem definidos, é possível fazer uma boa gestão de benefícios, entendendo quais ajustes precisam ser realizados no investimento e na escolha dos benefícios oferecidos.

Quais benefícios uma empresa pode oferecer?

Quando falamos sobre benefícios corporativos – sobretudo aqueles que são regidos pela CLT –, podemos separá-los em duas diferentes categorias: os benefícios obrigatórios e os benefícios extras. 

Os benefícios obrigatórios são os seguintes:

  • Recolhimento do FGTS;
  • Vale-transporte;
  • Férias remuneradas;
  • Décimo terceiro.

Dependendo do acordo estabelecido entre a empresa e os sindicatos locais, o vale-alimentação e refeição também podem ser considerados benefícios obrigatórios. 

Apesar disso, a gama de benefícios que pode ser oferecida está longe de ser limitada aos itens mencionados no tópico anterior. Empresas que realmente querem melhorar a experiência de seus colaboradores também podem oferecer benefícios flexíveis, tais como:

  • Soluções de mobilidade (vale-combustível ou saldo para uso em aplicativos de motoristas particulares, por exemplo); 
  • Vale-cultura;
  • Premiação virtual;
  • Serviços de saúde (plano de saúde ou saldo para uso em exames, clínica E etc.);
  • Auxílio Home Office – e muito mais!

Gestão de benefícios corporativos é com a Flash

Se você quer melhorar a política de benefícios flexíveis da sua empresa com uma solução tecnológica e descomplicada, conte com a Flash. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.