Gestão de despesas

Capacidade financeira: o que é, como calcular e avaliar

Por Yanick Gudim · 27 jul 2023
Compartilhe
Imagem não encontrada
Imagem não encontrada
Imagem não encontrada

A capacidade financeira se trata do quão competente uma empresa é em relação aos seus pagamentos. Também pode ser conhecida como capacidade de pagamento, juntamente por se tratar de um indicador de liquidez.

A liquidez é a capacidade financeira de uma empresa em honrar seus compromissos de pagamentos. Isso ocorre através da conversão de ativos em pagamentos das obrigações legais e financeiras. Ideal para a governança corporativa, já que ajuda a controlar o fluxo de caixa.

Esse indicador financeiro é responsável por avaliar a saúde e a sustentabilidade financeira da empresa, a curto e longo prazo. Além disso, ele mede a quantidade dos recursos disponíveis na empresa para o pagamento de dívidas. Também administra as despesas corporativas, custos operacionais e fornecedores.

Imagem não encontrada


Acompanhe a leitura e descubra como aplicar esses indicadores na gestão financeira da sua empresa. Entenda como é feito o cálculo de capacidade de pagamento, como declarar e avaliar a saúde financeira com essa métrica.

Tipos de liquidez e como calcular a capacidade financeira

As métricas de liquidez são essenciais para ajudar uma empresa a cumprir com os seus pagamentos. Elas avaliam a disponibilidade de ativos líquidos para quitar as dívidas e são uma parte fundamental da análise da saúde financeira da empresa.

A seguir, conheça os principais tipos de liquidez e como calcular ativos circulantes, estoques de despesas antecipadas e passivos circulantes:

  • liquidez corrente;
  • liquidez seca;
  • liquidez imediata;
  • liquidez geral.

Liquidez corrente (Current Ratio)

A liquidez corrente mede a capacidade de uma empresa de pagar suas obrigações de curto prazo utilizando seus ativos circulantes. É calculada dividindo o total de ativos circulantes pelo total de longo prazo dos passivos circulantes.

A fórmula é a seguinte: liquidez corrente = ativos circulantes / passivos circulantes.

Um valor maior que 1 indica que a empresa possui mais ativos circulantes do que dívidas de curto prazo, o que é positivo. Dessa forma, a alta liquidez é suficiente para cumprir com suas obrigações imediatas.

Liquidez seca (Quick Ratio)

A liquidez seca exclui o estoque dos ativos circulantes, já que o estoque pode ser menos líquido em situações de emergência.

A fórmula é a seguinte: liquidez seca = (ativos circulantes - estoques) / passivos circulantes.

Também conhecida como razão ácida, essa métrica fornece uma visão mais conservadora da capacidade de pagamento de uma empresa. Ela exclui o estoque que pode não ser facilmente convertido.

Liquidez imediata (Cash Ratio)

A liquidez imediata é uma medida ainda mais restrita, considerando apenas os ativos circulantes mais líquidos. Ou seja, o caixa e equivalentes de caixa.

A fórmula é a seguinte: liquidez imediata = (caixa e equivalentes de caixa) / passivos circulantes.

Essa métrica mostra a capacidade de pagamento imediato da empresa com base em seus recursos mais líquidos, sem considerar outros ativos circulantes.

Liquidez geral (Cash Ratio)

A liquidez geral é uma métrica mais abrangente que considera todos os ativos em relação às dívidas da empresa.

A fórmula é a seguinte: liquidez geral = (ativos totais - estoques) / passivos totais.

Essa métrica mostra a capacidade da empresa de pagar todas as suas dívidas, incluindo as de longo prazo.

Ao analisar a liquidez de uma empresa, é essencial comparar os valores obtidos com os padrões do setor em que a empresa opera. Além disso, a interpretação adequada dos resultados requer uma análise completa do contexto financeiro e operacional da empresa.

O que é e para que serve uma declaração de capacidade financeira?

Uma declaração de capacidade financeira é um documento que formaliza e comprova a solidez financeira de uma empresa. Esse tipo de declaração é solicitado por terceiros, como fornecedores, instituições financeiras, clientes ou parceiros comerciais. Faz parte do processo de negociação, contratação ou estabelecimento de acordos comerciais.

Essa declaração financeira inclui as seguintes informações sobre a saúde da empresa:

  • liquidez: capacidade de pagar suas dívidas a curto prazo;
  • endividamento: mostra o nível de endividamento a longo prazo;
  • fluxo de caixa: indica a quantidade de dinheiros disponível para reinvestimento;
  • rentabilidade: indica a capacidade de gerar lucro em relação ao próprio capital;
  • patrimônio líquido: representa a posição financeira líquida da empresa após deduzir suas dívidas e obrigações dos seus ativos totais;
  • outras informações relevantes: receitas, despesas, ativos e passivos.

A declaração de capacidade financeira é uma ferramenta importante para construir confiança e estabelecer relações comerciais sólidas com parceiros e clientes. Ela oferece aos interessados informações valiosas sobre a situação financeira da empresa, sua estabilidade e capacidade de cumprir com os compromissos financeiros assumidos. Isso é especialmente relevante em negociações comerciais, licitações públicas ou ao solicitar crédito junto a instituições financeiras.

Como avaliar a capacidade financeira de uma empresa?

Avaliar a capacidade financeira de uma empresa envolve uma análise detalhada de suas demonstrações financeiras e indicadores. Essa avaliação é fundamental para entender a saúde financeira da empresa e a sua solidez. Como também a eficiência operacional e capacidade de pagamento de dívidas.

  • analise o balanço patrimonial;
  • analise a demonstração do resultado do exercício (DRE);
  • calcule e interprete seus indicadores econômicos e financeiros;
  • conte com profissionais experientes em planejamento financeiro.


Imagem não encontrada

Analise o Balanço Patrimonial

O Balanço Patrimonial é uma demonstração contábil que apresenta a situação financeira da empresa em um determinado momento. Ao analisar o Balanço Patrimonial, você pode verificar a composição dos ativos circulantes (caixa, contas a receber, estoques) e não circulantes (investimentos, imobilizado, intangíveis).

Também é possível analisar os passivos circulantes e não circulantes. Neles estão as dívidas de curto e longo prazo, bem como as demais obrigações legais e financeiras.

Ainda no Balanço Patrimonial pode-se verificar o patrimônio líquido, ou seja, o montante investido pelos acionistas na empresa. Isso serve para identificar se a empresa possui um patrimônio líquido saudável e suficiente para cobrir suas obrigações.

Analise a demonstração do resultado do exercício (DRE)

A DRE mostra o desempenho financeiro da empresa em um período específico. Ao analisar essa métrica é possível identificar receitas e custos, avaliando a composição operacional e a margem bruta da empresa.

Verificar o nível das despesas em relação às receitas é importante para entender a eficiência operacional e financeira da empresa. Assim como o resultado líquido, é preciso verificar se a empresa está obtendo lucro ou prejuízo, e se esses resultados são sustentáveis.

Calcule e interprete seus indicadores econômicos e financeiros

Avalie cuidadosamente os indicadores de liquidez citados acima. Eles são uma chave para uma visão abrangente da capacidade de pagamento da empresa. Entenda também o nível de endividamento em relação ao patrimônio líquido ou aos ativos da empresa.

Por fim, essa análise mostrará a rentabilidade da empresa a partir da margem bruta, retorno sobre investimento (ROI) e retorno sobre ativo (ROA). Dessa forma, pode-se gerar lucros em relação aos seus investimentos para gerar uma maior capacidade de pagamento para a sua empresa.

Conte com profissionais experientes em planejamento financeiro

Profissionais experientes, assim como plataformas de automatização de despesas como a Flash Expense, são essenciais para realizar análises e relatórios eficientes. Com o planejamento financeiro você pode realizar projeções com base em dados e tendências. Tanto de mercado quanto da própria experiência financeira da empresa em outros períodos.

Elabore planos financeiros detalhados, inclua orçamentos, investimentos, fluxo de caixa e estratégias de redução de custos. A empresa consegue com essas simulações identificar riscos e oportunidades financeiras para aplicar estratégias mais direcionadas e assertivas.

Em um planejamento financeiro deve conter as estimativas da receita, previsões dos custos e despesas e as entradas e saídas de caixa previstas. Além dos investimentos aplicados, avaliação de cenários de mudança e metas financeiras claras e mensuráveis.

Um exemplo de plano financeiro é o estudo de viabilidade financeira. Com ela os seguintes pontos são explorados: capital necessário, atividade alvo de investimento, caixa necessário para funcionamento e receitas e despesas esperadas. O ideal é que com esses resultados fique mais fácil identificar quais investimentos são necessários para a sustentabilidade financeira da empresa.

Elabore planos financeiros detalhados, inclua orçamentos, investimentos, fluxo de caixa e estratégias de redução de custos. A empresa consegue com essas simulações identificar riscos e oportunidades financeiras para aplicar estratégias mais direcionadas e assertivas.

Estratégias para fortalecer a capacidade financeira da empresa

Feitos os cálculos de capacidade financeira da sua empresa, os próximos passos incluem implementar estratégias que abordem o controle de despesas. As 6 estratégias a seguir tem como objetivo gerar capacidade de pagamento para a sua empresa. Dessa forma, a sua empresa pode aplicar e personalizar as abordagens conforme necessário.

  1. Analise os pagamentos realizados;
  2. Capacidade econômica e autonomia financeira da empresa;
  3. Atestado de idoneidade financeira;
  4. Identifique falhas na precificação e prazos;
  5. Análise contínua e monitoramento;
  6. Gerencie as suas despesas.

1. Analise os pagamentos realizados

Analise todos os tipos de pagamento da sua empresa, sejam eles referentes a fornecedores, salários, impostos ou outras obrigações financeiras. Ao ter uma visão abrangente dos pagamentos, é possível negociar prazos e condições favoráveis com fornecedores. Dessa forma é possível otimizar o fluxo de caixa e garantir a capacidade de pagamento de compromissos.

2. Capacidade econômica e autonomia financeira da empresa

Avaliar a capacidade econômica financeira da empresa é crucial para entender sua posição no mercado. É essencial que a empresa alcance um equilíbrio entre o capital próprio e o capital de terceiros. Aumentar a autonomia financeira significa depender menos de empréstimos e financiamentos externos, o que reduz o risco de endividamento excessivo.

3. Atestado de idoneidade financeira

Obter um atestado de idoneidade financeira pode ser uma estratégia valiosa para fortalecer a imagem da empresa perante clientes e fornecedores. Esse atestado é emitido por instituições especializadas e atesta a saúde financeira e a boa reputação da empresa.

4. Identifique falhas na precificação e prazos

Saber precificar seus produtos e serviços de maneira competitiva e direcionada adequadamente pode trazer grandes resultados no fluxo de caixa. Da mesma forma, como é a capacidade de pagamento da sua empresa que determina o relacionamento com seus clientes e parceiros, não deixe de negociar com os fornecedores. Conseguir preços e prazos melhores pode favorecer as demais estratégias, principalmente em tempos de crise.

5. Análise contínua e monitoramento

A capacidade financeira da empresa não é estática e pode ser influenciada por fatores externos e internos. Portanto, é crucial realizar análises contínuas e monitorar indicadores financeiros regularmente. Isso permitirá tomar decisões ágeis e fazer ajustes quando necessário para manter a saúde financeira da empresa.

6. Gerencie as suas despesas com a Flash Expense

Não deixe de implementar uma gestão eficiente de despesas, para isso, conte com a Flash Expense. Nossa ferramenta pode ser utilizada para rastrear e controlar todas as despesas da empresa de forma detalhada. Essa solução automatizada ajuda a reduzir gastos desnecessários, melhorar a alocação de recursos e proporcionar uma visão clara das despesas da empresa.


Imagem não encontrada


Para empresasempresa@flashapp.com.br
Para Colaboradoresfalecom@flashapp.com.br
Imprensaflash@nectarc.com.br


CNPJ 32.223.020/0001-18

Inscrição no PAT 190679531

Rua Eugenio de Medeiros, 242, Pinheiros, São Paulo/SP, CEP: 05425000.

Rua Eugenio de Medeiros, 242,

Pinheiros, São Paulo/SP,

CEP: 05425000.