Benefícios flexíveis crescem cada vez mais no mercado.

Em entrevista à Flash, Hellen Palmeira, gerente administrativa/financeira da EVEO, conta como os benefícios flexíveis ampliaram os horizontes de possibilidades dos colaboradores quando o assunto é vale-refeição

Hellen Palmeira, fala sobre impactos dos benefícios flexíveis na EVEO

Hellen Palmeira, gerente administrativa/financeira da EVEO, contou para a Flash os impactos da adesão aos benefícios flexíveis no dia a dia da organização e como isso também influenciou a vida pessoal dos colaboradores. 

Falando sobre benefícios flexíveis sob uma perspectiva de mercado, a profissional acredita que eles vieram para ficar e que só tendem a crescer, essencialmente pela disponibilidade trazida aos colaboradores e pelo modelo híbrido de trabalho.

Confira, abaixo, tudo o que a Hellen compartilhou conosco! 

Flash. Hellen, conte um pouco sobre o seu histórico profissional: por quais outras companhias você já passou?

Hellen. Estou na EVEO há oito anos. Trabalhei seis anos no interior de São Paulo na área administrativa e vim para a capital paulista. Comecei em uma consultoria de Recursos Humanos (RH) e, em seguida, fui para a (até então) NetRevenda – que, um ano e meio depois, se tornou EVEO, onde fui crescendo. Comecei como auxiliar administrativa, virei assistente, coordenadora, supervisora e agora estou como gerente administrativa/financeira, fazendo também o RH.

Como você nos conheceu?

Conhecemos a Flash através do Diego Laranjeira. Começamos a pesquisar bastante e vimos que era bem legal o que a Flash apresentava, o que ela tinha pra oferecer para a empresa. Hoje em dia, quando falamos que temos a Flash no vale-refeição, transporte e alimentação, as pessoas ficam supercontentes.

Hoje, o pessoal consegue utilizar a Flash em qualquer restaurante que eles quiserem, independente se é aceito, ou não, o vale-refeição. Tínhamos este problema em restaurantes: às vezes, a pessoa ia e não sabia que tipo de vale-refeição era aceito – passando apertos na hora de fechar a conta. Foi quando a Flash foi apresentada para nós. Achamos o conceito bem interessante e percebemos que traria bastantes benefícios para os colaboradores, como o fato de conseguirmos pagar vale-refeição e vale-transporte em um único cartão.

“Com a Flash, o colaborador cadastra o cartão e compra em mais de 2 milhões de estabelecimentos.” Hellen Palmeira

Conte uma história ou um case profissional que vai inspirar outros RHs a alcançarem os seus desafios profissionais. 

Além de não saber se o vale-refeição era aceito, também frequentávamos restaurantes que simplesmente não aceitavam essa forma de pagamento.

Quando começou a pandemia, esse problema ficou mais evidente, já que os colaboradores passaram a utilizar com mais frequência aplicativos para, por exemplo, pedir o almoço. Isso gerou insatisfação entre eles, uma vez que grande parte dos estabelecimentos não aceitavam o vale-refeição como pagamento através dessas plataformas.

Além disso, mesmo quando essa opção era adotada, a experiência do usuário não era das melhores: o aplicativo permitia o filtro por restaurantes que aceitavam a bandeira, mas, na hora de efetuar o pagamento, ela não aparecia entre as opções possíveis. Isso gerava frustração, atrasos e aborrecimentos.

Naquele momento, consideramos trocar a bandeira do vale-refeição oferecido como benefício na EVEO – mas vimos que teríamos os mesmos problemas. Em busca de soluções no mercado, conhecemos a Flash: ao saber que o cartão é aceito em mais de 2 milhões de estabelecimentos no Brasil (devido, principalmente, à sua funcionalidade de cartão de crédito Mastercard), entendemos que essa seria a melhor solução para ambos os lados.

Um benefício adicional foi a extensão da oferta do cartão aos nossos colaboradores que atuam como PJ, para os quais pagamos todos os benefícios com o objetivo de que se sintam ainda mais parte do time, gerando um valor intangível à marca EVEO.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.